Notícia

8 maneiras de manter sua empresa viva durante a quarentena

terça, 14 de abril de 2020
Há algumas maneiras de melhorar seu negócio para minimizar os efeitos da crise até o fim da pandemia

Ao mesmo tempo em que o isolamento social alivia o sistema de saúde, cria instabilidade para o cenário econômico. Além dos impactos atuais, é certo que a crise irá gerar prejuízos que serão observados a longo prazo. Enquanto a pandemia não chega ao fim, o melhor a se fazer é tomar medidas para que a empresa possa sobreviver em plena crise.

O portal Entrepreneur listou oito formas de manter os negócios vivos durante a pandemia da Covid-19. Confira:

1 Encontre leads e novos clientes

Manter os clientes durante este período é importante, mas há também espaço para a captação de novos. Aproveite o momento para construir uma nova rede de contatos e reúna esforços para gerar novos leads. Isso fará com que você forme um grupo de clientes com o qual possa contar após o fim da pandemia e ainda se posicione à frente dos concorrentes.

2 Adapte seus serviços à situação atual

Além de adotar o esquema de home office com os funcionários, a pandemia do novo coronavírus demanda criatividade e inovação. Se sua empresa trabalha com o modelo B2C, provavelmente está encarando diversas dificuldades. Reúna sua equipe e faça um brainstorm para coletar ideias de como solucionar os problemas atuais.

Por exemplo: alguns restaurantes estão investindo nos sistemas de delivery, vouchers de desconto, assinaturas semanais ou mensais. Esses incentivos ao consumo fazem com que sua empresa se destaque e tenha recursos para sobreviver.

3 Invista em ações de marketing tendo a epidemia em mente

Um dos papéis dos empreendedores nesta crise é o de ajudar seus clientes na medida do possível. Direcione suas ações de marketing para divulgar produtos e serviços que sejam úteis, principalmente se tiverem sido projetados para os momentos de pandemia. Garanta que seu público-alvo saiba que seus negócios continuam operando.

4 Certifique-se de que seus serviços serão úteis mesmo ao final da crise

Uma coisa é certa: no fim da pandemia, os hábitos dos clientes terão mudado. Não espere o final da crise para se certificar de que sua empresa tem uma estratégia consolidada. É provável que práticas como compra online se consolidem mesmo após o fim das medidas de isolamento social.

As fintechs, que oferecerem soluções automatizadas, ganharão a confiança dos consumidores pelas experiências que tiveram durante o tempo em que ficaram em quarentena. Vem daí a importância de ser flexível com seus serviços. Garanta que sua empresa ofereça soluções úteis não só durante o surto, mas também para o momento em que tudo voltar ao normal.

5 Identifique quais desafios seu negócio está encarando

Para estabelecer estratégias eficazes, é essencial que você saiba quais dificuldades estão sendo enfrentadas durante o surto do novo coronavírus. Considere todos os problemas pelos quais sua empresa pode passar: desde a interrupção das cadeias de suprimentos até dificuldades na comunicação.

6 Faça seu planejamento com base em diferentes cenários

Do mais otimista ao mais pessimista, tente estar preparado para o que der e vier. Desenvolva soluções para os desafios listados no item anterior e faça diversas simulações com os mais diferentes cenários possíveis. Assim, você evita que surjam mais surpresas que possam prejudicar o negócio ao longo do caminho.

7 Crie soluções alternativas para manter suas operações diárias

Alguns compromissos como viagens e reuniões obviamente tiveram que ser adiados ou até mesmo cancelados por conta da Covid-19. Utilize a tecnologia a seu favor. Se você estava programando viajar com um cliente em potencial ou até mesmo receber uma visita em seu escritório, experimente fazer uma ligação por vídeo. Caso o objetivo seja mostrar suas instalações, envie imagens e vídeos do espaço.

8 Implemente soluções tecnológicas para garantir uma comunicação eficiente

Aposte nas plataformas online para manter o contato com seu time. O Google Docs, por exemplo, permite que documentos sejam escritos em colaboração e compartilhados entre todos. Procure meios de realizar as reuniões importantes também. Garanta que seus funcionários estejam habituados a essas ferramentas caso a situação se estenda durante muito tempo.

Fonte: Pequenas Empresas Grandes Negócios